Serkat | Nova lei prevê extinção de créditos tributários por meio de dação em pagamento de bens imóveis
 



NOTÍCIAS NOTÍCIAS
Veja também:

Oficialização do Pronampe como política de Estado segue para sanção presidencial
A inteligência emocional e o mundo empreendedor
Qual a diferença entre empresário e empreendedor?
O que nunca te contaram sobre empreender!
Documento de arrecadação do Simples Nacional já pode ser pago via Pix
Conheça a estratégia usada pelos maiores empreendedores do mundo
Empreendedorismo verde: O que é e como pode ser estratégico?
Será que o trabalho remoto realmente traz benefícios para as empresas?
Governo avalia perdão de tributos a pequenas empresas
Guia simples para iniciar o seu negócio

Veja Mais +

Nova lei prevê extinção de créditos tributários por meio de dação em pagamento de bens imóveis
Data da publicação: 25/04/2016
A Lei tem eficácia imediata e entrou em vigor na data de sua publicação, dia 17 de março de 2016


A presidente Dilma Rousseff sancionou, no último dia 16 de março, a Lei Complementar nº 13.259/2016 que, dentre outras alterações, regulamentou a extinção de créditos tributários por meio de dação em pagamento de bens imóveis. A sanção foi confirmada após aprovação na Câmara dos Deputados e no Senado Federal.

A modalidade de extinção do crédito tributário já era prevista no inciso XI do artigo 156 da Lei n° 5.172, de 25 de outubro de 1966 – Código Tributário Nacional, incorporado ao códex por meio da Lei Complementar nº 104/2001, mas não vinha sendo aplicada pelo judiciário por ausência de regulamentação.

Nos termos do artigo 4º, inciso I e II, da LC nº 13.259/2016, o contribuinte que possuir débitos tributários inscritos em dívida ativa perante a União, Estado, Distrito Federal e Municípios, poderá pleitear a extinção dos débitos por meio de dação em pagamento de bens imóveis, observadas as seguintes condições:

I - será precedida de avaliação judicial do bem ou bens ofertados, segundo critérios de mercado;

II - deverá abranger a totalidade do débito ou débitos que se pretende liquidar com atualização, juros, multa e encargos, sem desconto de qualquer natureza, assegurando-se ao devedor a possibilidade de complementação em dinheiro de eventual diferença entre os valores da dívida e o valor do bem ou bens ofertados em dação.

A Lei tem eficácia imediata e entrou em vigor na data de sua publicação, dia 17 de março de 2016.

A medida do Governo Federal vem em resposta ao alto nível de endividamento dos contribuintes e queda da arrecadação pelos entes da Federação. Recomenda-se cautela e acompanhamento jurídico a todos os contribuintes que tenham interesse em valer-se desta prerrogativa.

 

Rafael Augusto Buch - Jacob é advogado, pós-graduado em Direito Processual Civil e gerente operacional do Departamento Tributário Contencioso do escritório A. Augusto Grellert Advogados Associados.

 

Fonte: Administradores

 

Comentários





Redes Sociais

Serkat
Rua Rui Barbosa, N. 149
Centro - Lages - SC
Fone/Fax: (49) 3222 1826
contato@serkat.com.br

Procon
Serkat Site Seguro Google
Estúdio Sul