Serkat | Governo planeja impulso à economia com medidas voltadas aos pequenos empresários
 



NOTÍCIAS NOTÍCIAS
Veja também:

Como tirar alvará de funcionamento
Melhores práticas de gestão financeira que todo empreendedor precisa conhecer
Entenda de forma simples como apurar lucro de um negócio
Abra sua empresa sem preocupações
Margem de contribuição: entenda o que ela representa no seu negócio
Como ser estratégico na escolha da localização do seu negócio
Senado discute reabertura de programa que refinancia dívidas com a União
4 Ps do Marketing: entenda o que são e como podem ajudar na sua estratégia
Previsão de vendas: entenda o que é e as vantagens de aplicar no seu negócio
5 cargos em finanças que estão em alta em 2021

Veja Mais +

Governo planeja impulso à economia com medidas voltadas aos pequenos empresários
Data da publicação: 12/03/2020


O governo se prepara para dar impulso à economia tão logo veja as reformas administrativa e tributária tramitando no Congresso. Segundo fontes, assim como se estimulou o consumo com o saque das contas inativas e ativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e o crédito com a queda das taxas de juro, outra medida para os pequenos empresários e pessoas físicas poderá ser colocada em prática. Guardados a sete chaves, esses estudos têm o potencial de contribuir com o crescimento, conforme a fonte.

O anúncio de liberação dos recursos das contas ativas do FGTS, que contribuiu para o gasto das famílias, foi feito em julho do ano passado, logo após a aprovação da reforma da Previdência em primeiro turno na Câmara dos Deputados.

A fonte acredita que, desta vez, o bom andamento das reformas já seria suficiente para o governo lançar mão de medidas que estimulem a economia.

Em meio ao pânico que se instalou nos mercados na última segunda-feira e derrubou as Bolsas pelo mundo afora, em decorrência do temor com os impactos do coronavírus e também da queda no preço do petróleo, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que a crise tem que se transformar em oportunidades. Na ocasião, disse que estava devendo a reforma administrativa e que a encaminharia assim que possível.

Com o teto dos gastos garantido, a fonte diz que estímulos à economia não seriam de cunho fiscal. Mas lembra que a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) emergencial, que está sendo discutida no Congresso, abre espaço no Orçamento.

Mas ainda tem muita negociação em torno da PEC emergencial. Na semana passada, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) aprovou o texto que extingue fundos com recursos carimbados, mas os senadores livraram alguns desses fundos da lista, reduzindo o alcance da proposta em R$ 39 bilhões.

Outra briga será em torno da proposta que prevê cortar salários e jornada de trabalho. A presidente da CCJ, Simone Tebet (MDB-MS), disse que é preciso retirar esse item da pauta.

 

Fonte: Estadão

 

Comentários





Redes Sociais

Serkat
Rua Rui Barbosa, N. 149
Centro - Lages - SC
Fone/Fax: (49) 3222 1826
contato@serkat.com.br

Procon
Serkat Site Seguro Google
Estúdio Sul