Serkat | Qual o momento certo para abrir o CNPJ da minha startup?
 



NOTÍCIAS NOTÍCIAS
Veja também:

Como a gamificação pode ajudar sua empresa?
O que é pedido de viabilidade?
Reserva de emergência: qual a importância e como montar?
Por que ter um CNPJ?
Gestão de inovação: o que é e qual a sua importância?
Contabilidade para supermercados
Psicologia das cores no marketing de grandes empresas
Qual o momento certo para abrir o CNPJ da minha startup?
Importância da missão, visão e valores de uma empresa
O que é crowdfunding?

Veja Mais +

Qual o momento certo para abrir o CNPJ da minha startup?
Data da publicação: 18/02/2022


No momento de criação de uma startup diversas dúvidas surgem: como estruturá-la juridicamente? Como protegê-la? Como proteger os empreendedores por ela responsáveis? Como regularizar a sua atuação?
 
Dentre tantas questões destacamos uma, de absoluta importância, para o texto de hoje: Qual o momento certo para abrir o CNPJ da minha startup?
 
Primeiramente é importante destacar que toda startup é uma empresa e a principal vantagem de torná-la uma pessoa jurídica é proteger o patrimônio pessoal do empreendedor (sócio), ou seja, na startup que possui personalidade jurídica, o patrimônio pessoal do sócio não se confunde com o patrimônio da sua empresa.
 
Sabemos que a criação de uma startup passa por algumas fases. Na primeira delas, fase de ideias sobre o projeto, de validação de produto/serviço no mercado, de criação de MVP, ou seja, na fase embrionária do projeto, é muito comum que ainda não haja a sua inscrição no CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica), que nada mais é do que o seu número de registro como Pessoa Jurídica perante a Receita Federal.
 
Uma orientação para que haja uma proteção jurídica ainda nessa etapa, é a formalização de todas as tratativas em contratos, de modo a estabelecer direitos e obrigações relacionadas a empresa que está sendo construída.
 
É no momento de concepção do projeto, de definição de equipe e de início da busca dos investidores que a startup precisa se formalizar enquanto empresa, obtendo imediatamente o seu CNPJ.
 
O que é definido nessa etapa: o ramo de atividade da empresa, quem são os seus sócios, quais são as suas quotas e a forma de tributação a qual será submetida.
 
Veja que todo investidor precisa tomar ciência do cenário de regularização da empresa e é comum que seja exigido o seu CNPJ antes do início das negociações, por isso: antecipe-se!
 
Já sabia dessa informação? Deixe seu comentário.
 
Fonte: jus.com.br
 

Comentários





Redes Sociais

Serkat
Rua Rui Barbosa, N. 149
Centro - Lages - SC
Fone/Fax: (49) 3222 1826
contato@serkat.com.br

Procon
Serkat Site Seguro Google
Estúdio Sul